Nossas últimas novidades

Home Marketing Digital 5 motivos pelos quais você não deve comprar uma lista de e-mails, entenda e veja!

motivos-pelos-quais-voce-nao-deve-comprar-uma-lista-de-e-mails

25.08.2021 | Por: administrador

Voltar

5 motivos pelos quais você não deve comprar uma lista de e-mails, entenda e veja!

Oferecer laranja a quem quer melancia. Esse é o primeiro argumento para te convencer a não comprar listas de e-mails. É muito comum vermos esta prática, que no geral, é bastante danosa às suas estratégias de marketing e vendas.

Oferecer laranja a quem quer melancia. Esse é o primeiro argumento para te convencer a não comprar listas de e-mails. É muito comum vermos esta prática, que no geral, é bastante danosa às suas estratégias de marketing e vendas. Por mais que muitas pessoas defendam essa prática, é importante entender o motivo pelo qual você não deve comprar uma lista de e-mails. Pense como quem recebe uma proposta de serviço que você não está procurando. A primeira reação é dizer não. No e-mail você simplesmente ignora aquele “chamamento” e exclui a mensagem, sem ao menos abrir o e-mail. 

 

Sendo mais diretos, vamos lembrar que comprar listas de e-mails é uma prática ilegal e sua empresa não estará de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados –  (LGPD). Se a pessoa que recebeu o e-mail quiser, pode até mesmo te processar por isso, principalmente se houver excesso de mensagens. A LGPD possui diversos artigos que devem ser lidos com atenção, mas um de seus pilares é o consentimento explícito do usuário em conceder seus dados pessoais. Já partindo desse fato, já podemos concluir que as listas compradas não são confiáveis e a  taxa de e-mails inválidos será alta, porque não há checagem. 

 

Ainda não se convenceu? Para te ajudar com isso, vamos te mostrar 5 motivos pelos quais esta prática de comprar uma lista de contatos não é apenas inviável financeiramente, como também traz problemas de reputação para sua marca. 

Segmentação falha

Muitas pessoas que ganham dinheiro vendendo listas de e-mails, oferecem contatos que, segundo eles, são segmentados para cada público. Mas é lógico que isso não acontece na prática, pois é praticamente impossível fazer uma lista 100% eficaz. Com isso, você acaba tendo em suas mãos uma lista repleta de contatos, mas que não têm real interesse pelo que você vende, por mais segmentado que seja o público que ela apresente. 

 

Pense assim, legal, quero atingir o público de empresas de saúde, eles normalmente precisam dos meus serviços de manutenção em equipamentos hospitalares. É aí que mora o problema. Embora as empresas sejam do nicho que você quer alcançar, isso não quer dizer que eles estão procurando pelos seus serviços. Não tem como saber disso a não ser visitar essas empresas para saber, fazendo o porta a porta mesmo. 

 

Isso acontece porque estes e-mails que você está comprando foram capturados de maneira irregular ou sem o interesse das pessoas. Desta forma, você pode até ter um público grande, mas sem a devida qualificação. É aí que entra nosso próximo e importantíssimo tópico. 

 

Funil de vendas ineficiente

O conceito de funil de vendas é muito comum no e-mail marketing, conforme já mostramos neste artigo. Porém, ele precisa ser muito bem trabalhado e detalhado. Se você comprar uma lista de e-mails, não terá o processo natural de topo de funil, que é quando temos as pessoas que podem vir a se interessar no que você tem a oferecer. 

 

Vamos a uma definição universal do que é o funil de vendas: um modelo estratégico separado por estágios, estruturando de forma visual toda a jornada de compra de um cliente em potencial. A classificação do funil de vendas é a seguinte: Descoberta/reconhecimento do problema/ Decisão/Ação.

 

Como pode ser observado, a descoberta vem em primeiro lugar. Isso quer dizer que você precisa entender onde seu público está. Partindo desse pressuposto, será mesmo que ele está em uma lista de contatos comprados. Contatos que foram listados seguindo apenas uma segmentação específica? É disso que estamos falando. Esse lead não está qualificado, não tem o potencial necessário para as outras etapas que vão levar à compra de fato. 

 

Se você comprar uma lista de e-mails, o processo já será falho no início e consequentemente, em todo o restante dele. Depois disso, qual a chance destas mesmas pessoas realmente passarem por todo o processo de funil de vendas e então, terminar na conversão em compra? 

 

Foque nisso e você verá que existem outros ecossistemas que podem ser explorados para conquistar o público que realmente está em busca do seu serviço. Lembra que falamos que o e-mail será ignorado? isso nos leva ao próximo tópico. 

 

Interação praticamente nula

Uma das formas mais eficientes de conseguir bons resultados em termos de marketing digital é justamente a interação com as pessoas. É por isso que as redes sociais se mostraram tão eficientes para comunicação das marcas. Elas conseguem atrair pessoas dispostas a interagir. Quem está em uma rede social, normalmente está em busca de interação. 

 

O e-mail, embora seja muito eficiente para uma centenas de formas de comunicação, ele é um meio mais formal de conversa. É literalmente nosso endereço nos dias atuais. Quer coisa mais formal que receber uma carta? e quantas cartas você respondeu ao longo de sua vida?

 

Partindo dessa ideia, vamos pensar que se você compra lista de e-mails, cheia de pessoas que não tem interesse declarado no seu produto ou serviço, definitivamente não haverá interação. Sem interesse, não há interação, parece um trocadilho infame, mas é a mais pura realidade. O que acontece em seguida é apenas perda de  tempo e dinheiro.  Aliás, perder dinheiro é algo comum para quem compra lista de e-mails, como você pode ler no próximo tópico. 

 

Baixo retorno sobre o investimento

Toda campanha de marketing digital tem custos. Se ela for ineficiente, eles são apenas custos e não trazem retorno financeiro. Ao comprar uma lista de e-mails, você acaba tendo perda de tempo e dinheiro, investindo em pessoas que não têm interesse no que você oferece. Já falamos isso, né? mas não custa nada repetir. 

 

Campanhas na internet com impulsionamento ou nos ADS são mais eficazes porque existe segmentação. Além das informações demográficas que as empresas oferecem, como Facebook e Google, elas são capazes de identificar quem está buscando exatamente o que você está oferecendo. Usando tecnologia da informação e algoritmos avançados, essas duas necessidades, de compra e de venda, vão milagrosamente se encontrar na web. Sabe quando você pesquisa por aspirador de pó, e de repente um monte de anúncios disso pipocam na sua tela? Não é assim com  as listas de e-mails. Nelas pipocam muitas coisas e existe uma chance muito pequena de ser seu aspirador de pó. 

 

Prejudicial à marca

Cada vez mais os usuários são criteriosos com as marcas que interagem. O volume de informações que uma pessoa recebe ao longo do dia é enorme. Ao ler um jornal tem anúncios, ao navegar pela rede social favorita mais informações, mais ofertas e ofertas de conteúdo e entretenimento. 

 

No e-mail, o que o indivíduo espera, é que apenas assuntos escolhidos por ele cheguem. É muito difícil administrar uma caixa de entrada lotada de e-mails. Não à toa as provedoras de e-mails até separam em abas o que são ofertas, e-mails privados, spams e notificações de redes sociais.  Ao comprar uma lista de e-mails, você acaba invadindo o espaço que elas consideram privado. É aí que a coisa se torna ilegal, como já falamos acima. 

 

Por isso, consideramos que além de aumentar as chances de ser classificado como spam, a compra de contatos também tem efeitos negativos sobre a marca. O efeito negativo é justamente criar essa imagem de invasor, de quem veio à festa sem ser convidado. O penetra chato que não para de criar situações constrangedoras. Mesmo que esse e-mail ofereça a opção de “não receber mais esse e-mail”,  o dano à imagem já foi criado. 

 

E aí? ainda acha que há vantagens em comprar lista de e-mails?

 

Perceba que não há nenhuma vantagem em comprar lista de e-mails. Cabe à sua empresa ou marca entender isso e cada vez mais trabalhar com a construção de leads qualificados, que será muito mais viável e resultará em melhores taxas de conversão.

 

Agora nos diga o que achou do artigo e comente se algum ponto não foi levantado! Participe!

 

Posts Relacionados

dicas-de-marketing-digital-para-empreendedores
  • Data: 14.09.2021
  • Por: Por: administrador

4 dicas de marketing digital para empreendedores

No ano que vem acontecerá um marco na publicidade mundial. Segundo a eMarketer, o dinheiro investido em propaganda televisiva, que sempre levou a maior fatia do mercado de anúncios, pela primeira vez será menor do que o investido em propaganda digital...

Saiba Mais

SEU NEGÓCIO NO TOPO?

VAMOS CONVERSAR

icone do titulo Certificações

semrush-logo
google-meu-negocio-logo
facebook-certificado-01
facebook-certificado-02
rd-station-certificado
parceiro-de-sucesso-certificado
imbound-certificado

Fale conosco pelo Whatsapp