Montar um plano de marketing do zero: passo a passo

04.11.2019 | Por: administrador

Quando se pensa em uma estratégia eficiente para a sua empresa, o marketing digital é a ferramenta ideal para conseguir um bom resultado. E investir em um bom plano de marketing é o que vai te destacar frente aos concorrentes, pois, como sabemos, fortalecer a presença digital, hoje em dia, é a chave para empreender com sucesso.

Para que a empresa consiga um resultado realmente esperado, é preciso elaborar um planejamento de marketing aliado aos objetivos. Isso significa considerar toda a realidade da sua empresa, ou seja, traçar metas, prazos, objetivos e seguir tudo isso a risca.

Mas isso não quer dizer que o plano de marketing não seja flexível. Ele pode acompanhar e se adaptar ao desenvolvimento da sua empresa. Neste texto, conheça um pouco mais sobre a importância do plano de marketing e como fazer o seu adaptado para a sua realidade.  Boa leitura!

O que é um plano de marketing

O plano de marketing é considerado uma ferramenta de gestão para a empresa se manter competitiva no mercado.

Trata-se de planejamento de ações de marketing para alcançar um objetivo, que normalmente resulta em vendas. Dentro deste planejamento, é possível identificar o que precisa ser feito para mudar um cenário, como e por que investir nestas ações.

Um bom plano de marketing é um raio-x da empresa, um guia para ser consultado durante todo o ano.

 

Os benefícios de um planejamento de marketing

Antes de falar sobre a importância, é necessário entender a diferença entre o marketing em si e o seu planejamento. O marketing está relacionado diretamente ao mercado, enquanto o planejamento é uma análise de dados e informações importantes da sua empresa, esquematizados em um documento chamado plano de marketing.

Um dos benefícios do planejamento de marketing é de entender a realidade da sua empresa. Conhecer mais sobre o seu negócio ajuda a criar metas e objetivos mais condizentes com a realidade, tornando-os mais alcançáveis de acordo com o desempenho do seu negócio.

O planejamento de marketing também pode ajudar a definir uma rotina para toda a sua equipe. Afinal, para alcançar objetivos, o trabalho em grupo precisa estar em harmonia. Traçar um plano torna-se, então, uma atividade mútua e que proporciona crescimento para diversos segmentos.

 

O que envolve um bom plano de marketing?

Já deixamos bem claro que, para um plano de marketing, é imprescindível conhecer a empresa como um todo. E isso envolve uma avaliação de fatores internos e externos do seu negócio, identificando quais são os pontos positivos e aqueles que precisam de maior desenvolvimento.

Depois de analisar a própria empresa, outro fator importante para o planejamento de marketing é conhecer o seu público. Neste processo, é importante entender como o seu produto pode ser útil para os clientes e de que forma eles buscam acesso.

Ao considerar o seu segmento de atuação, logo terá contato com os seus concorrentes. Eles também são importantes para o planejamento de marketing, pois analisar a sua atuação no ramo pode identificar quais estratégias funcionam e quais não deram muito certo.

Depois de entender o seu cenário de atuação, é possível definir metas para o desenvolvimento da sua empresa. O planejamento de marketing pode ser feito de forma anual, demarcando os seus objetivos, sempre relacionados a capacidade de atuação da sua empresa.

As metas e planos, a partir de um planejamento de marketing anual, podem ser feitas pensando no desenvolvimento do produto, no prazo de entregas, na avaliação do cliente e nas estratégias de marketing para o reconhecimento da marca.

Tudo isso vai trazer algum resultado para o desenvolvimento da empresa, seja ele positivo ou negativo. Alcançando o resultado esperado ou não, o planejamento de marketing é adaptável a sua empresa, oferecendo sempre uma nova perspectiva do seu negócio, para que ele consiga aperfeiçoar sua atuação e atingir os resultados esperados!

 

Quais etapas de um plano de marketing na prática. Entendendo a estrutura

Agora que você já viu sobre o que é um plano de marketing e a sua importância dentro da perspectiva de crescimento da sua empresa, vamos ver agora como elaborar o seu plano de marketing, entender as etapas que envolvem este planejamento e aplica-las em seu negócio.

Um bom plano de marketing envolve três etapas primordiais. São elas:

1ª Etapa: Planejamento

1.1: Sumário Executivo

1.2: Análise de ambiente

1.3: Definição de Público-alvo

1.4: Definição do posicionamento de mercado

1.5: Definição da marca

1.6: Definição dos objetivos e metas

1.7: Definição das estratégias de marketing

2ª Etapa: Implementação

3ª Etapa: Avaliação e Controle

Essa é a estrutura básica do que envolve a elaboração de um plano de marketing. Agora vamos detalhar cada uma delas para que você consiga aplicar na sua empresa.

Como elaborar o seu plano de marketing a partir dessa estrutura

Vimos que a primeira etapa para construir o seu plano de marketing é o planejamento. É aqui que você vai dar início ao que já falamos no começo deste artigo: entender a sua realidade, o seu público, pontos fortes e pontos fracos, definir as ações e metas para alcança o objetivo traçado.

Confira os resultados de nossos clientes.

Veja como a Atom atua no Marketing Digital e confira bons resultados que permanecem há anos.
Ver cases de Mkt

 

O primeiro item da etapa de planejamento é o Sumário Executivo. Entenda:

1.1 Sumário Executivo

O Sumário Executivo é o resumo do seu Plano de Marketing. Nele devem constar as características principais do seu negócio, incluindo situação presente, objetivos e estratégias a alcançar, principais definições do projeto e esforços necessários.

Apesar de ser o primeiro item da etapa de planejamento, ele deve ser feito por último, após a elaboração total do seu plano de marketing, pois é a partir do contexto completo que você vai conseguir resumir tudo o que foi planejado e colocado no seu plano de marketing.

Para entender melhor como seria o Sumário Executivo, vamos dar um exemplo fictício da Escola de Artes Futuro.

Ex: A Futuro é uma escola de artes com 10 anos de mercado, situada em uma linda casa com uma infraestrutura moderna e atraente em um bairro de classe média. Ela oferece diversas atividades relacionadas às artes, como dança, teatro, fotografia, pintura, música, entre outros.

A falta de estratégias de captação de clientes está provocando uma queda no faturamento e deixando a escola obsoleta em alguns horários.

Após realizar um planejamento de marketing, o proprietário Mário Jorge decidiu incluir na programação da escola eventos que chamem a atenção de pessoas para não somente fazer as aulas. Decidiu incrementar a programação com happy hours, coffe-breaks, exposições e palestras para que atraia a visita de pessoas que não buscam somente por aulas e, assim, aumentar o seu faturamento e ocupar a escola nos horários em que não havia programação.

A partir disso, foram traçadas todas as ações a serem executadas com o objetivo de neutralizar a concorrência, aumentar o faturamento e tornar-se um local de referência no segmento de artes e lazer da cidade.

Após a construção de todas as etapas que compõem o seu Plano de Marketing, faça um resumo com as principais características do seu negócio, procurando descrever a situação atual e o plano de aprimoramento dentro de uma nova perspectiva.

1.2 – Análise de Ambiente

A análise de ambiente deve incluir todos os fatores relevantes que podem exercer pressão direta ou indireta sobre o seu negócio, tanto fatores externos, como concorrentes, cenário econômico, clientes, bem como os fatores internos que vão desde número de funcionários, passando por disponibilidade de recursos até aos valores que norteiam o negócio.

Essa análise é muito importante, pois ela determinará os caminhos do Plano de Marketing e as importantes decisões para o sucesso do seu negócio.

Para esta etapa, leve em consideração:

Fatores Econômicos: aspectos econômicos como inflação, taxa de juros, reajuste de preços, tudo isso pode impactar na abertura ou sobrevivência do seu negócio e no interesse dos clientes por ele. Esteja sempre atento a estes dados para entender como eles podem afetar a sua empresa.

Fatores Sócio-culturais; estão ligados às características gerais da população, como tamanho, concentração, grau de escolaridade, sexo, profissão, estado civil, composição familiar, distribuição geográfica, comportamento e necessidades dos consumidores e da comunidade na qual está inserido. Isso é importante para te ajudar a definir o seu público.

Fatores Políticos/legais: dizem respeito à observância das leis, inclusive as que regem o setor em que atua, como impostos, Código de Defesa do Consumidor, Código Civil, entre outros.

Fatores Tecnológicos: Diz respeito às tecnologias cada vez mais presentes nas empresas e no seu modo de funcionamento. Fique atento e veja onde pode se adaptar.

Concorrência: : é importante analisar a concorrência e prever as suas ações. Uma dica é ir até seus concorrentes ou conversar com os seus clientes. Procure analisar preços, formas de pagamento, ações de divulgação e promoção, distribuição, atendimento, variedade de produtos e serviços, localização, aparência, marca.

Fatores Internos: cultura organizacional, disponibilidade de recursos técnicos e humanos, situação financeira, capacitação e profissionalização de funcionários e serviços. É uma análise de como está a sua empresa agora e como ela deve ser no futuro.

Para entender bem esta etapa é interessante ter em mãos uma análise SWOT da sua empresa, descrevendo as suas forças e fraquezas, oportunidades e ameaças. Para saber mais sobre como fazer a matriz SWOT e estudos de mercado clique aqui.”

1.3 Definição do público-alvo

Definir o seu público-alvo significa encontrar o segmento da população que tem interesse no seu negócio ou que você deseja atingir. O mercado consiste em muitos tipos de clientes, produtos e necessidades. É preciso determinar quais segmentos oferecem as melhores oportunidades para o seu negócio.

A segmentação desse público é feita levando em consideração diversos elementos, como:

Geográficos;

Demográficos;

Psicográficos:

Comportamentais;

O processo de classificação de acordo com estes fatores chama-se segmentação.

Uma boa maneira de entender o seu público é montando uma boa base de clientes. Um cadastro atualizado com informações-chave e pesquisas periódicas ajudam você a saber mais sobre o segmento de clientes em que você atua.

1.4 Definindo o posicionamento de mercado: como o cliente vê o seu negócio

Essa é uma das etapas mais importantes. Definir a imagem que você deseja transmitir e o que fazer para alcança-la. Essa imagem deve ser clara, distinta e bem definida em relação aos seus concorrentes garantindo uma larga vantagem sobre eles.

No caso do nosso exemplo fictício, a escola de Artes Futuro, o proprietário quer ser referência no segmento artístico da cidade, atuando com público jovem e idoso. Para definir o seu posicionamento de forma clara, ele recorreu a pesquisas sobre o mesmo segmento em estabelecimentos concorrentes.

Ele analisou os pontos fortes, pontos fracos, público-alvo e estratégias utilizadas. Depois fez um comparativo com o seu negócio, levantando as suas vantagens competitivas.

Ou seja, para definir o seu posicionamento e a forma como o cliente enxergará, você precisa lançar um olhar macro sobre os concorrentes, comparar com você e ver o que pode ser mudado para que você se sobressaia a eles e se posicione de forma mais atraente.

Analise a atuação de seus concorrentes e procure aperfeiçoá-la para que possa fazer a diferença. Isso servirá para prever as ações da concorrência que possam ameaçá-lo. Ofereça mais benefícios e vantagens aos seus consumidores e lembre-se: tenha sempre em mente o que seu cliente considera importante e só assuma compromissos que possa cumprir.

1.5 Definição da marca

Esta etapa do plano de marketing está diretamente ligada com a etapa anterior. A marca é a identidade da empresa, por isso ela precisa transmitir o seu posicionamento, que foi falado anteriormente.

Geralmente, a marca é composta por um nome e um símbolo. Algumas empresa optam também pelo slogan, uma frase que reafirma a identidade, criando ainda mais uma empatia e um elo com o cliente.

Ao elaborar a sua logomarca, sempre considere o seu posicionamento de mercado e o uso atemporal da mesma. Não se deve mudar a logomarca; ela deve perdurar para beneficiar as estratégias de consolidação de marca da sua empresa. Algumas empresas, com o passar dos tempos e frente às mudanças do mercado, utilizam estratégias de revitalização da marca, investindo em design mais arrojado, de acordo com o seu mercado, sem mudar, no entanto, o conceito da mesma.

Defina: nome, símbolo e slogan. Contar com a ajuda de profissionais do marketing e designers nesse momento ajudam a chegar em um resultado mais profissional.

Se você já possui a sua marca e está elaborando o seu plano de marketing, é hora então de repensá-la e, se for o caso, fazer os ajustes necessários.

1.6 Definição de objetivos e metas

Aqui, o seu plano de marketing começa a criar uma cara um pouco mais prática. Os objetivos e metas são os resultados que a empresa espera alcançar. Eles estão relacionados à missão da empresa e orientarão as suas ações.

Objetivos: declarações amplas e simples do que deve ser realizado pela estratégia de marketing.

Metas: mais específicas e essenciais para o plano.

Um exemplo para o nosso caso fictício seria:

Objetivos: Ser referência no segmento de opções culturais e artísticas das cidade

Meta: Conquistar mais 30% do número de clientes que a escola já tem até o final do ano.

1.7 Definição das estratégias de marketing

A estratégia de marketing permite definir como sua empresa atingirá seus objetivos e metas. Para realizar uma estratégia de marketing bem feita e completa, é necessário considerarmos o composto de marketing, formado por cinco elementos essenciais: produto; preço; praça; promoção; pessoas.

Você deverá analisar o que é pertinente dentro de cada um destes elementos.

Produto: Consideramos aqui o produto como sendo um bem tangível (produto) ou intangível (serviço). Um produto é o bem que é ofertado numa transação comercial e deve dispor de características essenciais às necessidades do consumidor.

Analise aqui o ciclo de vida do produto, as oportunidades de crescimento, a aceitação no mercado, a sua diversidade, entre outros. Traçe um raio x sobre o seu produto ou serviço.

Preço: Preço é quanto o seu produto ou serviço vale para o consumidor.

Análise aqui os objetivos que você almeja na definição do preço, preço promocionais, preços por segmentação, personalizados, descontos. E o mais importante: não esqueça de considerar o preço dos concorrentes.

Praça: Praça diz respeito a como será a operacionalização do seu negócio, ou seja, como o produto será colocado a disposição do seu cliente

Análise aqui localização, estrutura, canais de distribuição, fornecedores, estratégias de marketing para tornar o seu produto acessível.

Promoção: A promoção possui três objetivos:

1) Informar aos clientes potenciais a existência dos produtos e serviços e de suas vantagens;

2) Informar aos clientes potenciais onde e como obter esses serviços;

3) Lembrar aos clientes a existência dos produtos e serviços oferecidos.

Sem uma comunicação efetiva, os serviços oferecidos não alcançarão o público-alvo e os três objetivos acima não serão cumpridos.

Pessoas: As pessoas são essenciais para o bom andamento do seu negócio e são elas as responsáveis pela qualidade do atendimento e dos serviços prestados. Por isso, é necessário que os colaboradores tenham total conhecimento do posicionamento da empresa, dos objetivos e metas. Para que as pessoas possam contribuir com um excelente atendimento, comprometimento e participação ativa, é necessário que estejam motivadas. Procure realizar e/ou promover treinamentos, confraternizações, políticas de reconhecimento e recompensa e, é claro, realizar uma boa seleção de pessoal.

 

Faça agora seu Diagnóstico de Marketing e Vendas

Entenda qual é a maturidade das suas ações de Marketing e Vendas e receba dicas para alavancar os resultados a cada etapa do Inbound Marketing.
Fale conosco

2ª Etapa: Implementação do Plano de Marketing

Após a realização do planejamento, é hora de implementar tudo que foi elaborado no plano de marketing.

A implementação do plano trata do processo de executar as estratégias de marketing, que assegurarão a realização dos objetivos de marketing. É necessário elaborar um plano de ação:

1.AÇÕES (O QUE): Identifique as atividades específicas a serem desempenhadas.

  1. PERÍODO (QUANDO): Determine o prazo de execução de cada atividade.
  2. COMO: Defina a forma que as atividades deverão ser executadas na sequência apropriada e por ordem de prioridade.
  3. RESPONSÁVEL (QUEM): Atribua responsabilidade pela execução e conclusão de cada atividade às pessoas mais indicadas.
  4. CUSTO ESTIMADO (QUANTO) Levante todos os custos incluídos nas ações propostas, tais como custos de criação, confecção e envio dos materiais promocionais, custos de pessoal, entre outros.

3ª Etapa: Avaliação e Controle

A avaliação e o controle de um Plano de Marketing permitem reduzir a diferença entre o desempenho esperado e o desempenho real, garantindo sua eficácia. Por isso, devem ser realizados antes, durante e após a implementação do plano.

Crie as medidas de avaliação e controle para o seu negócio. No exemplo da escola de arte, temos:

Avaliação mensal do desempenho da equipe;

Pesquisa do nível de satisfação de clientes (pesquisa trimestral);

Controle estimado dos custos;

Variação do número de matrículas realizadas, antes durante e depois das promoções criadas; Faturamento projetado x realizado.

Conclusão

Um plano de marketing bem estruturado é capaz de mudar o direcionamento da sua empresa. Com uma análise aprofundada da sua realidade, o plano de marketing coloca você frente a frente com os aspectos positivos e negativos do seu negócio, ampliando a sua visão para traçar as melhores estratégias para alavancar os seus resultados, superar a concorrência e aumentar o seu faturamento.

Dedique-se a fazer com emprenho o seu plano de marketing e o avalie e reavalie periodicamente para atender e ajustar as possíveis mudanças do mercado e da sua empresa garantindo assim os objetivos e metas definidos e mantendo o bom desempenho do seu negócio.

Não deixe de comentar e compartilhar este artigo se ele te ajudou a entender um pouco mais sobre como fazer o seu plano de marketing. E agora mãos à obra e bons negócios!

 

Precisa de ajuda com Marketing Digital?

Tire dúvidas com um especialista e comece hoje mesmo. Nós queremos te ajudar!
Fale conosco

Posts Relacionados

vantagens-de-investir-em-marketing-de-conteudo
  • Data: 08.07.2021
  • Por: Por: administrador

6 vantagens de investir em marketing de conteúdo

A internet faz parte do cotidiano de cada vez mais consumidores e o marketing está acompanhando essa tendência com diversas técnicas se popularizando, como páginas em redes sociais, links patrocinados, e-mail marketing, dentre outras.

Saiba Mais

SEU NEGÓCIO NO TOPO?

VAMOS CONVERSAR

icone do titulo Certificações

semrush-logo
google-meu-negocio-logo
facebook-certificado-01
facebook-certificado-02
rd-station-certificado
parceiro-de-sucesso-certificado
imbound-certificado

Fale conosco pelo Whatsapp