Nossas últimas novidades

Home Inbound Marketing Marketing de conteúdo: 7 dicas de SEO para textos

marketing-de-conteudo-7-dicas-de-SEO-para-textos

16.09.2021 | Por: administrador

Voltar

Marketing de conteúdo: 7 dicas de SEO para textos

No marketing de conteúdo, a maneira como o texto é escrito e estruturado pode influenciar no posicionamento em que o site de uma empresa aparece nos mecanismos de buscas. Sendo assim, preparamos 7 dicas de SEO para textos…

No marketing de conteúdo digital, a maneira como o texto é escrito e estruturado pode influenciar no posicionamento em que o site de uma empresa aparece nos mecanismos de buscas da internet. Não tem mágica, mas técnica que envolve o uso de palavras chaves, frases escritas sob medida, além do entendimento do comportamento do internauta, ou seja, saber o que o que ele está procurando e de que forma ele faz isso.  É o que se conhece por  SEO, sigla de Search Engine Optimization. 

A otimização de Sites é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais nos sites de busca gerando conversões, sejam elas, um lead, uma compra, um envio de formulário, agendamento de consulta e outros. 

Entenda o SEO

Atualmente o SEO é um dos assuntos mais discutidos para elaborar uma boa estratégia on-line. É fundamental para o marketing digital e para a sobrevivência de negócios virtuais. Sendo assim, preparamos 7 dicas de SEO para textos para que você possa desenvolver conteúdos de qualidade e que atraiam mais tráfego orgânico para o seu site ou blog, além de dar aquela força para os mecanismos de busca ranquear o seu site da melhor forma possível. Acompanhe!

1. Escreva para quem quer saber sobre o assunto

Escrever para o público-alvo é, sem dúvidas, a melhor maneira de construir textos mais atrativos e, principalmente, relevantes, visto que o conteúdo atende — ou poderá atender — diretamente as necessidades dos leitores. Portanto, conhecer o seu público e quais são seus assuntos de interesse é fundamental!

Se você está vendendo bicicletas, por exemplo, faça um levantamento demográfico das pessoas que já compraram de você para  entender as necessidades delas. São jovens adultos? ou você vende para crianças? Será que meu cliente tem filhos e vem comprar para os dois? qual a idade deles? mulheres compram mais bicicletas que homens? 

Informações como essas são fundamentais para se criar um conteúdo direcionado. Se a sua bicicleta é ideal para trilhas, produza conteúdo que dê dicas de lugares para fazê-las. Ou dicas de acampamentos e sobrevivência na natureza. Tudo que estiver relacionado ao estilo de vida que seus clientes têm, vai levar pessoas realmente interessadas nele e consequentemente, na sua bicicleta. 

 

  1. O título é uma isca

O título é o primeiro contato que o leitor terá com o seu texto e, portanto, é o momento em que ele irá decidir se quer ler o seu conteúdo ou não. Sendo assim, pense em um título interessante, chamativo e que contenha alguma promessa para o leitor. Além disso, é a partir do título que os sites de buscas escaneiam o conteúdo de blogs e sites. 

Uma dica valiosíssima é pensar nele como se fosse estivesse fazendo uma busca. Se neste momento você quiser ir a uma sorveteria como você buscaria no google por essa informação? certamente, “sorveterias na minha cidade no bairro tal”. 

Dessa forma, a palavra-chave principal deve estar presente e estrategicamente posicionada na chamada do título. Por exemplo: se o seu texto dá dicas sobre como preparar o melhor molho de tomates, que tal usar o título “ x dicas que você precisa saber para preparar um molho de tomates perfeito”?

Se você observar as centenas de portais de notícias que existem atualmente, perceberá esse comportamento nos títulos que servem de isca para atrair o leitor. Nos blogs e sites com finalidades comerciais, a premissa é a mesma. Vale lembrar que atualmente existem profissionais de comunicação altamente treinados para escrever conteúdos e claro, títulos, sob medida para melhorar o posicionamento no google. 

3. Não copie, crie!

Primeiramente é importante saber que copiar um conteúdo de qualquer tipo é crime no Brasil. A Lei 9.610, de 1998, foi criada para regular os direitos autorais tanto artísticos quanto acadêmicos e está no Penal (artigo 184), prevendo ao plagiador multa e até a detenção, de três meses a um ano.

Dito isso, vamos à regra de ouro: não copie, crie. A partir do tema escolhido, os textos devem ser originalmente escritos e jamais copiados. No caso de usar frases e/ou citações, bem como trechos de obras, trabalhos acadêmicos e artigos, eles devem ser devidamente creditados.

Os algoritmos dos buscadores do  Google não consideram um conteúdo duplicado como relevante e também condenam a prática de plágio. A consequência é a penalização através da queda de posições. É importante saber que depois de entrar para a lista negra do Google é muito difícil se recuperar. 

Invista em um copywriter de alto nível para que seu conteúdo seja relevante, criativo, chame a atenção dos leitores, sirva de fonte e de inspiração para outros criadores. Dessa forma, o posicionamento do seu site sempre estará entre os primeiros. Não é só as palavras chaves que garantem o bom rankeamento no SEO, mas a força do conteúdo e quantas vezes ele é citado também. Se um site importante mencionar o seu blog como fonte, e link para sua página, a sua credibilidade será atrelada a dele. 

4. Fundamente e seja coerente nas ideias

Ao produzir conteúdo para público específico, considere que eles entendem — ou estão buscando entender — o tema. Portanto, as informações devem ser consistentes. Considerando que você está escrevendo sobre um tema relacionado ao produto ou serviço que você comercializa, você deve dominar o assunto. Seja a autoridade no que você fala, se precisar citar fontes, cite as mais confiáveis possíveis . 

A coesão é igualmente importante para garantir fluidez ao texto. Para isso, siga uma sequência com introdução, desenvolvimento do assunto e conclusão. Isso evita que o leitor se perca no texto e consequentemente abandone a leitura,  além de não ter o seu problema resolvido.

5. Atenção à semântica

Tag  em inglês quer dizer etiqueta, ou ato de etiquetar qualquer coisa. Na internet, são palavras que servem justamente para organizar um conteúdo. É uma palavra-chave ou termo associado com uma informação que o descreve e permite uma classificação da informação baseada em palavras-chave. 

Para que o Google “leia” o seu texto e reconheça as partes importantes, de modo a facilitar a indexação do conteúdo, é preciso que algumas tags estejam presentes, tais como títulos em H1, subtítulos — em que o conteúdo será desenvolvido — em H2 e negrito <Strong> nas palavras-chave. Essa formatação também ajudará o leitor a compreender melhor o que está sendo lido.

A boa notícia é que atualmente, a maioria das ferramentas para produção de conteúdo possuem essas tags automatizadas. Ou seja, você não precisa entender de HTML para que o texto esteja formatado adequadamente tanto para os buscadores quanto para os leitores. Mas mesmo assim, algumas plataformas pedem que você insira aquelas que são mais relevantes no texto. 

6. Planeje as palavras-chave para o SEO

As palavras-chave devem aparecer no texto de forma natural e bem encaixadas no contexto geral. O ideal é que apareçam em três momentos, além do título. Preferencialmente no primeiro parágrafo da introdução, em um intertítulo ao longo do texto e na conclusão.

O Google oferece o Planejador de Palavras-chave, uma ferramenta gratuita de pesquisa e que também oferece ideias para aplicação do termo. Por exemplo: a palavra “merchandising” é muito genérica e oferece milhares de resultados de busca, o que torna mais acirrada a briga por um bom posicionamento.

Em contrapartida, o planejador mostra outros resultados relacionados e com menor incidência, tais como: técnicas de merchandising, merchandising no ponto de venda e curso de merchandising, que podem ser utilizados e concorrer com menos conteúdos relacionados na web.

7. Últimas dicas de SEO para textos

  • Capriche nas imagens, pois elas são a representação visual do que está sendo tratado e devem ficar posicionadas próximas ao trecho relacionado;
  • Escolha imagens de alta qualidade;
  • Renomeie o arquivo salvando com a palavra-chave;
  • Use legendas e créditos em todas as imagens utilizadas.

O que achou das nossas dicas de SEO para textos? Deixe seu comentário!

 

Posts Relacionados

Como-inserir-anuncios-pagos-em-seu-website
  • Data: 19.08.2021
  • Por: Por: administrador

Aprenda criar anúncios em seu site e ganhar dinheiro com eles

Monetizar com um site ou blog pode ser bastante fácil. Contanto que a plataforma tenha um bom número de acessos, basta inserir os anúncios e esperar os resultados. Neste contexto, existem vários sistemas que lhe permitem implementar anúncios...

Saiba Mais

SEU NEGÓCIO NO TOPO?

VAMOS CONVERSAR

icone do titulo Certificações

semrush-logo
google-meu-negocio-logo
facebook-certificado-01
facebook-certificado-02
rd-station-certificado
parceiro-de-sucesso-certificado
imbound-certificado

Fale conosco pelo Whatsapp